segunda-feira, 19 de março de 2012

Tudo sobre o complexo baiano Costa do Sauípe


Já estive em Sauípe por três vezes. A primeira, em 2006, quando o complexo era tomado por hotéis renomados mundialmente. A segunda vez foi em 2007 e, em fevereiro de 2012, completei a terceira. Dessa vez, hospedei-me no Sauípe Club, o antigo Breezes. 

Confesso que Sauípe envelheceu, a comida não é mais a mesma e nem o público, que hoje é de argentinos e franceses, em sua grande maioria. Os hotéis, antes com bandeiras Superclub Breezes, Sofitel, Renaissance, entre outros, hoje são apenas Sauípe, acrescidos de um segundo nome.

A vila de Sauípe e as pousadas continuam com seu charme. Todas as noites, uma programação diferenciada anima os hóspedes. Já o restaurante Tempero da Dadá não existe mais, dando lugar a um restaurante para crianças.

Todos os hotéis possuem regime all inclusive. Os hóspedes de um podem comer e beber (atenção: somente petiscos e bebidas da área externa), bem como nadar nas piscinas dos demais hotéis, exceto no Sauípe Premium.

Mas Sauípe, com seus vários e imensos coqueiros à beira-mar, não perdeu seu ar de destino agradável para as férias, principalmente em família. A praia continua a mesma. Limpa e bonita.

Vista de um dos quartos do Sauípe Club

Como Chegar:

Sauípe está distante 70 km do aeroporto de Salvador, sentido Aracajú (Estrada do Coco). Alugamos um carro na Avis e partimos direto para lá. A dica é alugar um veículo com ar condicionado, pois o calor é intenso.


O Hotel:

Hospedamos no Sauípe Club. Boa estrutura, quartos confortáveis, funcionários atenciosos e educados, mas a comida é fraca, em especial o buffet da piscina. Não há tanta variedade quanto no Vila Galé Marés, por exemplo. Alguns pratos eram muito bons, mas faziam parte da minoria.





Tour pelo complexo:

Hora de caminhar à beira-mar e matar saudades de Sauípe. Partimos do Club, primeiro hotel do lado esquerdo, passando pelo Sauípe Premium, Sauípe Park, Kids Club até chegar no Sauípe Fun.

Sauípe Premium

Visitantes constantes
Para quem busca mais exclusividade e melhor comida, o Sauípe Premium é indicado, pois nenhum hóspede dos demais hotéis pode desfrutar de suas instalações e refeições.

Mais adiante, encontramos o Sauípe Park. Pausa para um mergulho na piscina.


Sauípe Park

Logo após, avistamos o Sauípe Kids, um quiosque de massagem e o restaurante infantil.



Chegamos ao Sauípe Fun. Pedi um Kir Royal e fui direto para a praia, logo em frente. É o melhor ponto para ficar. Mais tarde, uma aula de dança na piscina do Fun animou os hóspedes.




Há ainda o Sauípe Class, antigo Marriot. É o primeiro hotel do lado direito.

No fim da tarde, hora de voltar ao Club. Dessa vez, nada de caminhar. Pegamos o micro-ônibus, que circula por todo o complexo para trasportar os hóspedes. Ao chegar, piscina, hamburguer com batatas fritas, banho, descanso, jantar, passeio pela vila.

A vila: 
A charmosa vila, com suas lojinhas, restaurantes, coreto, igreja e pousadas é uma atração à parte. 
 



Pela noite, um show super agradável reuniu os turistas. Após, mais um show, dessa vez no teatro, apresentou a cultura brasileira com seus diversos ritmos musicais.

Show no coreto

Atividades:

Para quem não dispensa exercícios, Sauípe proporciona atividades como golf, cavalgada, tennis, esportes em família, tirolesa e modalidades náuticas. Para restabelecer as energias, o Spa oferece diversos tipos de tratamentos, além de salão de beleza, sauna, fitness e hidromassagem.

As pousadas:

Sauípe possui cinco pousadas temáticas: Agreste, Carnaval, Gabriela, Pelourinho e Torre. Todas operam com regime de cafá-da-manhã. Seus hóspedes podem desfrutar das piscinas das demais pousadas. Para ter acesso aos hotéis, deve ser comprado o Day Pass.

Pousada Pelourinho

Pousada Agreste

No dia seguinte, café-da-manhã e piscina. Hora de ir embora e partir para Salvador. Aguardem uma postagem especial sobre a capital baiana.

Restaurante do Sauípe Club


Até a próxima!

Boa viagem!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do blog e deixe seu registro!