quinta-feira, 24 de maio de 2012

Avião movido a energia solar inicia primeiro voo intercontinental

O avião descolou às 08:20 locais (07:20 em Lisboa) rumo a Madrid, onde  irá efetuar uma escala antes de chegar ao destino final da viagem, Rabat,  Marrocos. A descolagem realizou-se com mais de uma hora e meia de atraso em relação  ao horário inicial previsto devido a uma intensa neblina matinal.

O avião "Solar Impulse", que utiliza apenas  energia solar, descolou hoje do aeródromo de Payerne (Suíça), dando início  ao primeiro voo intercontinental deste aparelho experimental.

Na capital espanhola, o avião deverá realizar uma revisão técnica pelo  menos até segunda-feira, uma vez que a mobilidade do avião depende das condições  meteorológicas. O avião será pilotado até Madrid pelo suíço André Borschberg, um dos  fundadores do projeto. A viagem para Rabat será conduzida pelo mentor do  projeto, Bertrand Piccard. 

Os responsáveis pelo aparelho pretendem assim percorrer uma distância  de 2.500 quilómetros sem utilizar uma gota de combustível e uma emissão  zero de dióxido de carbono. 

O "Solar Impulse" apresenta-se como o primeiro avião que consegue voar  durante 26 horas seguidas, utilizando apenas energia solar, acumulada nas  asas do aparelho. O avião foi idealizado por Piccard, psiquiatra de formação, que deu  a primeira volta ao mundo, sem escalas, a bordo de um balão aerostático.

O voo Payerne-Rabat é encarado pelo equipa do projeto como um ensaio  geral para a primeira volta ao mundo realizada num avião solar, prevista  para 2014. 

O projeto do "Solar Impulse", que deu os primeiros passos em 2003, tem  um custo estimado de cerca de 100 milhões de dólares (perto de 80 milhões  de euros) durante um período de 10 anos.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do blog e deixe seu registro!