quinta-feira, 18 de julho de 2013

Florença, a capital da Toscana

O dia estava ensolarado em Veneza. Partimos da estação por volta das 11:30 horas, com a Trenitalia, cujos vagões eram novos e bem moderninhos. O único incômodo foi sentar-se na posição contrária ao sentido em que anda o trem, ou seja, de costas. Mas, por não sentir enjoo ou mal-estar em viagens, pra mim não foi tanto sacrifício assim. As passagens foram adquiridas pelo site da Rail Europe, com dois meses de antecedência, e, após a confirmação por email, foram enviadas por sedex.



Duas horas depois chegamos em Florença (ou Firenze para os mais íntimos), o melhor ponto de partida para uma viagem pela Toscana. O desembarque foi na estação Santa Maria Novella, a principal e maior da cidade. Poucos passos depois chegamos até a locadora de veículos Hertz. No momento da reserva, feita pelo site, escolhemos a loja da Via Borgo Ognissanti por ser a mais próxima da estação. O italiano carrinho Cinquecento seria nosso companheiro por toda a Toscana. 

Para quem se hospedar na cidade, uma boa opção é locomover-se de bicicletas ou até mesmo scooters, que podem ser alugadas na Florence by Bike. Mas para não estragar a viagem é preciso cuidado redobrado e uma certa experiência se quiser alugar a moto. Outra dica é entender o mapinha da cidade antes de sair pilotando. E se você quiser uma experiência mais moderninha alugue um segway, aquele de duas rodas em que você fica em pé. Uma das empresas que oferecem o serviço é a Segway Firenze.

Firenze não seria a nossa cidade base, mas sim a pequena e charmosa Siena, a 75 km. Apesar disso, logicamente não sairíamos de lá sem antes passar o dia e conhecer alguns importantes monumentos. Deixamos nossas malas dentro do carro, em um estacionamento pertinho da Ponte Vecchio, e começamos nosso tour. E por falar nisso, só guardamos o carro ali para a segurança das bagagens, pois o valor da hora é bem salgadinho, o que totalizou em uma conta de quase cem reais. 

A cidade, conhecida como capital da Toscana, situa-se na planície do rio Arno. O centro, que pode ser conhecido a pé, possui muita riqueza em obras de arte e edifícios de grande valor histórico e arquitetônico, desde os tempos da Idade Média.

O ceú estava nublado. Sobre o rio Arno, atravessamos a famosa Ponte Vecchio (Ponte Velha), onde há lojas, em especial, joalherias e onde encontramos a estátua de Benvenutto Cellini, que foi escultor, ourives e escritor do século XVI. Na foto abaixo, as curiosas casinhas suspensas parecem ter sido encaixadas à mão.

Ponte Vecchio

Joalheria

Estátua de Benvenuto Cellini
Já passava da hora do almoço. A ideia era comer uma "bella" massa na Trattoria Ponte Vecchio. Chegamos na porta e entramos, mas não havia nenhum cliente. O expediente parecia ter sido encerrado, mas um simpático senhor, proprietário do restaurante, disse que nos serviria. Imagine sentar-se em uma tradicional trattoria na Itália, sendo somente você o cliente e ainda ser servido pelo dono? Mamma Mia!

Começamos pelas bruschettas com tomates fresquinhos e basílico. Em seguida, uma deliciosa lasanha à bolonhesa foi servida. Sua massa super caseira e saborosa foi diferente de tudo que já experimentei. 



A sobremesa ficou por conta do legítimo sorvete italiano, em uma gelateria ali perto. Eles não costumam economizar nos ingredientes principais, seja fruta, chocolate, pistache....


Mais à frente, eis que surge a importante Piazza Della Signoria, centro da vida política e social da cidade, desde o século XIV, e palco de grandes conquistas. É um verdadeiro museu a céu aberto, rodeado de charmosos restaurantes e esculturas históricas.



O Palazzo Vecchio encontra-se na praça. Erguido no final do século XIII, além de museu, o palácio é a sede da Comuna de Florença. Duas históricas esculturas realçam a entrada principal. Ao lado esquerdo encontramos a réplica de David de Michelangelo, pois a original foi deslocada, em 1873, para a Galleria Dell'Accademia. Ao lado direito podemos ver a obra Hércules e Caco, do escultor Baccio Bandinelli.


Palazzo Vecchio

David  e Hércules e Caco

Florença foi governada dos séculos XV a XVIII pelos Médice. Uma importante escultura na Piazza Della Signoria, do artista Giambologna, é dedicada a um dos membros dessa família. É a estátua equestre Cosimo I de'Medice, o primeiro grão-duque de Florença.

Cosimo I de'Medice
Pelas ruelas do centro histórico da cidade caminhamos e admiramos as antigas, mas muito antigas construções. Algumas com bom estado de conservação, outras nem tanto. 

Rua charmosa em Firenze
Mais adiante fomos apresentados ao símbolo de Florença, o belíssimo Duomo, Catedral de Santa Maria del Fiore, construída toda em mármore rosa, branco e verde. A impressionante riqueza de detalhes justifica o tempo de seis séculos para a conclusão da obra, que foi feita minuciosamente por vários artistas. 

A magnífica cúpula, projetada por Fillippo Brunelleschi, domina o exterior do Duomo e pode ser vista de pontos altos da cidade. A única maneira de ver seu interior de perto e apreciar a linda vista de Florença é subindo os 463 degraus.


A cúpula ao lado direito


Fachada da Catedral
Logo em frente encontramos barraquinhas vendendo lindíssimos lenços, echarpes e gravatas de seda pura. Fizemos a festa.

Arredores da Catedral
Saindo dali fomos até a Galleria Dell'Accademia, o museu onde está a escultura original David de Michelangelo entre outras obras de grande importância cultural. Infelizmente não estava aberta.


Florença respira arte, afinal é berço do Renascimento italiano. Se você é fã de museus entre no site Museums in Florence e escolha os seus favoritos, entre 72 deles, para uma visita. 

Terminamos nossa tarde na Piazzale Michelangelo, um mirante que permite linda vista da cidade, em especial do Duomo. A praça homenageia o artista Michelangelo e, bem ao centro, há uma réplica de David.


Duomo

Pallazo Vecchio

Muitas atrações deixamos pra trás, mas era hora de pegarmos estrada para Siena. E, para completar, GPS, bagagem e muito entusiasmo a bordo do nosso Cinquecento.

Nos vemos em Siena!

Até

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do blog e deixe seu registro!