sábado, 10 de agosto de 2013

A medieval e romântica Siena

Siena, patrimônio mundial da Unesco, é uma cidadezinha charmosa e romântica, localizada na Toscana, que nos dá a nítida impressão de que ainda estamos na Idade Média, mais precisamente na época do Renascimento, movimento iniciado na Europa no fim do século XIV. Também é ideal para servir de ponto de apoio para quem vai percorrer os arredores dessa linda região italiana, seja de carro, como nós fizemos, ou trem.

Após uma breve e tranquila viagem de 75 km, partindo de Florença, chegamos ao anoitecer. A hospedagem de 3 noites ficou por conta do Hotel Garden, localizado pouco após a entrada da cidade, a quase 3 km do centro histórico. O hotel disponibiliza estacionamento, piscina, restaurante, jardins, quadra de tênis e quartos amplos, limpos e confortáveis. Quanto ao café da manhã, era farto e servido no restaurante em frente ao jardim.

http://www.gardenhotel.it
A fome apertou e fomos até a Piazza del Campo com o objetivo de jantarmos no típico restaurante La Taverna di San Giuseppe, localizado ali perto, mas não conseguimos porque deveríamos ter feito reserva e a casa estava cheia. Então sentamos no Sansedoni, um dos restaurantes em volta da Piazza del Campo, onde pedimos um capeletti ao molho pomodori, acompanhados de um bom vinho, o Fattoria del Cerro. O prato não tinha nada de especial. 

Se você quiser mesmo deliciar-se da gastronomia italiana de qualidade, escolha os melhores restaurantes, como o Taverna (citado acima) e o Da Enzo, e faça reserva, se não quiser ficar na fila sem saber a que horas vai jantar. 

Vista do restaurante para a Torre del Mangia, na Piazza del Campo

Capeletti do Sansedoni

Siena é marcada pelo Palio, corrida tradicional de cavalos que acontece desde o século XVII, disputada pelos dezessete distritos (Contrade) da cidade. Em estilo medieval, o evento ocorre nos meses de julho e agosto. Esse ano iniciou-se em 02 de julho e terminará em 16 de agosto. Para maiores informações acesse aqui.


A Piazza del Campo é o símbolo desse pedacinho de Toscana e conhecida mundialmente pela beleza e arquitetura, além de ser uma das maiores praças medievais da Europa. A Torre del Mangia, juntamente com o Palazzo Pubblico, são os principais monumentos que cercam a praça em forma de concha. A torre, que possui 87 metros de altura, teve sua construção concluída em 1348.  Já o palácio foi concluído pouco antes, sendo seu primeiro piso preenchido por esculturas e pinturas que traduzem a arte medieval. É o Museu Cívico, aberto ao público e, a cada ano, admirado por muitos visitantes.

A Piazza e seu chão inclinado

Residências ao redor da Piazza del Campo

Palazzo Pubblico e Torre del Mangia
A segunda noite foi marcada pela presença no restaurante Antica Trattoria Papei, onde provamos um ravioli artesanal com o legítimo funghi porcini.



Se tiver alugado carro, atenção às placas de trânsito, o que não foi o nosso caso. Rsrsrs! Ao voltarmos do restaurante para o hotel, mesmo avistando a placa com um círculo vermelho, não demos importância por não entender o que significava. O GPS nos direcionou até o centro histórico, onde os veículos dirigidos por turistas são proibidos de circular. Rapidamente um carro de polícia nos seguiu, exigindo nossa parada. Perguntaram qual a nossa nacionalidade e, após respondermos, soltaram um "brasiliano!", o que não foi nenhum pouco vantajoso...Explicamos sobre o erro do GPS, mas de nada adiantou e, com um cordial "stupid machine!", apresentou o valor da multa, que foi pago na hora. Se você não tiver dinheiro, não se preocupe, eles aceitam cartão de crédito. 

Dê atenção às placas com este símbolo.
Outro ponto muito importante de Siena é a magnífica Catedral (Duomo), construída em mármore branco e esverdeado, da mesma altura da Torre del Mangia, o que traduzia, na época, o mesmo poder da Igreja e do Estado. Em seu interior estão o Museu da Ópera e suas obras de grande valor; o Batistério, onde estão reunidos trabalhos dos maiores artistas do Renascimento; a Cripta, uma das mais importantes descobertas arqueológicas nos últimos anos e o Panorama, de onde temos acesso a uma vista de tirar o fôlego.

http://www.operaduomo.siena.it



Na Pizzicheria de Miccoli,  a terceira e última noite foi marcada por uma verdadeira degustação dos mais variados e deliciosos presuntos italianos, acompanhados de um bom vinho. Inesquecível!

Com um aviso proibindo fotos no interior do estabelecimento, tivemos que nos contentar com o registro da fachada. E ai de quem desobedecer a regra disfarçadamente. Apesar da simpatia do dono, italiano é um povo meio bravo...


No dia seguinte, pela madrugada, deixamos uma das regiões mais encantadoras da Itália. Roma era o próximo destino. Até lá! Mas não sem antes registrar para vocês as demais cidades que conhecemos na Toscana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do blog e deixe seu registro!