quinta-feira, 26 de junho de 2014

Abertura da Copa do Mundo 2014

Faltando apenas 1 semana para a abertura da Copa, a Fifa liberou para venda mais de 180 mil ingressos na madrugada. Nós, como estávamos entre os milhares de arrependidos por não termos comprado nenhum ingresso, por sorte, conseguimos fazer o login. E, para nossa surpresa, havia disponibilidade para Brasil x Croácia. Como não comprar? Imediatamente clicamos e, após a quarta tentativa, nossa compra foi concluída. São Paulo, estamos chegando!

Nosso aeroporto de Confins estava irreconhecível. Poucos dias antes a obra parecia não ter fim, mas quando chegamos fomos surpreendidos. Tudo bem que ainda faltam alguns ajustes, mas do jeito que estava dava para ter certeza do caos que seria na Copa. Veja fotos do "antes e depois".

Aeroporto de Confins: Foto tirada em 20 de maio de 2014

Aeroporto de Confins: Foto tirada no dia 11 de junho
Pousamos no aeroporto de Congonhas no dia 11 de junho, um dia antes. Tudo correu tranquilamente, nada de atrasos. Hospedamos no bairro Ipiranga, bem localizado e muito agradável. Dez a cada dez paulistanos, além de todos os sites que pesquisei, aconselharam o metrô como meio de transporte para chegar até o estádio. E assim optamos por ele. No dia seguinte, por volta do meio-dia, fomos até a estação Alto do Ipiranga, descemos na Ana Rosa, seguindo até a estação da Sé, de onde pegamos o metrô até chegarmos na Arthur Alvim. Parece complicado, mas é bem simples. É só seguir o mapa. 

O metrô de São Paulo é muito bom. Certamente é o meio de transporte mais eficiente e rápido da cidade, pra não dizer do Brasil. Melhor ainda em época de Copa, pois a segurança estava mais do que reforçada.


Torcedores esperando o próximo metrô na Estação da Sé

Não encontramos nenhum lixo no chão
Como nosso assento localizava-se no lado oeste, descemos na estação Arthur Alvim e, de lá, caminhamos cerca de 1 km até chegar ao estádio. Toda a área estava isolada e, a partir de determinado ponto, só passava quem tinha os ingressos. 





Havia bastante policiamento. Brasileiros, croatas e demais estrangeiros faziam a farra durante a caminhada.  


Chegando ao estádio
Ficamos 1 hora na fila antes de entrarmos na Arena. O início foi demorado, mas depois andou mais rápido. Passamos pelo raio x, o mesmo procedimento do aeroporto, e, por volta das 14:00 hs estávamos dentro do estádio.

Fila "básica"

Procedimento de raio x
A Arena estava linda e colorida de verde e amarelo. A emoção foi tamanha ao pisar ali e pensar que a pouco tempo seria dado início à abertura e, posteriormente, ao jogo do Brasil. É Copa do Mundo no nosso país! Isso não tem preço. Alguns "pequenos" detalhes, como enormes filas para comprar comida e demora na chegada das bebidas irritou de inicio, mas nada que acabasse com a alegria dos torcedores. Procurei desesperadamente por água, mas nada de encontrar. Os carrinhos distribuídos pela área do estádio estavam vazios. Água, refrigerante e cerveja não haviam chegado e, quando chegaram, estavam quentes....ainda tinham que gelar. Mas depois tudo se ajeitou. 

Filas intermináveis
Chegada ao estádio por volta das 14:00 hs
Ao redor do estádio havia lindos e bem estruturados espaços, como Sony, Coca-Cola e Budweiser. Uma verdadeira festa.

Espaço Budweiser


Quando a cerimônia de abertura foi iniciada muita gente ainda estava nos espaços temáticos ou nas filas. Por isso os telespectadores tiveram a impressão do estádio estar vazio, mas na hora do jogo ficou completamente preenchido. Nós, logicamente, assistimos tudo e não achei pobre como muita gente achou. Todas as aberturas de Copa são assim. Tradição mesmo em abertura é nas Olimpíadas, que a a gente sempre vê um verdadeiro espetáculo e com maior duração.

Independente das críticas, a emoção foi única. Só quem estava ali sabe. Todos aqueles artistas que participaram da festa dedicaram-se tanto e estavam tão felizes...



Cláudia Leitte
Cláudia Leitte, Jeninfer Lopez e o rapper Pitbull


 Quanto ao jogo dispenso comentários. Chorei durante nosso hino e a cada gol!!! Vai Brasil!!!!!!!

Neymar na Cobrança de pênalti
Faltando 5 minutinhos para acabar a partida saímos em direção à Arthur Alvim. Enfrentamos a volta com a mesma tranquilidade e segurança. Em 40 minutos chegamos na estação Alto do Ipiranga e , claro, fomos direto para um delicioso restaurante italiano (Nico Pasta & Basta) comemorar aquele dia mais que especial. Dia de jogo do Brasil e dia dos namorados!

Nico Pasta & Basta

Gnocchi de mandioquinha. Divino!

Escalope de mignon com risoto parmigiano. Delicioso!
Até mais!

B. Jus


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do blog e deixe seu registro!