sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

De passagem por Salvador

Olá!! Na primeira postagem de 2014 vim contar para vocês um pouquinho da nossa passagem por Salvador, mais precisamente sobre a hospedagem e um dos restaurantes da cidade, já que ficamos apenas uma noite na capital baiana para, no dia seguinte, partirmos para Morro de São Paulo.

Hospedamos no Sheraton Bahia, no bairro Campo Grande, inaugurado em maio de 2013 e, portanto, com instalações novíssimas, diferentes da maioria dos hotéis em Salvador. Conforto é a palavra que descreve esse hotel. O apartamento, a cama, bem como os lençóis dão vontade de ficar por ali mesmo e ir, no máximo, até a piscina.

Área da piscina

Apartamento
Chegamos faltando pouco tempo para finalizar o horário de almoço do restaurante do hotel. O buffet tem o custo de R$ 48,00 por pessoa e possui grande variedade. Há 3 sessões, sendo uma de pães, queijos, geleias e frios; uma de saladas e sobremesas e outra de pratos quentes. Tudo muito bem preparado e saboroso. E melhor, à vontade.

O restaurante, com o nome de Passeio da Vitória, é muito agradável e possui ambiente interno e externo, mas com o calor que fazia optamos pelo primeiro.



Sessão de saladas e sobremesas ao fundo




Um tempinho depois fomos para a piscina que, infelizmente não tem aquela vista para o mar, mas tem boa estrutura e atende bem os hóspedes. No mesmo andar conheci o lindo Vitalita Spa by L'occitane.


Para jantar, entre o Casa de Tereza, especializado em cozinha baiana, e o Amado, de cozinha variada, optamos pelo segundo, já que localiza-se bem próximo ao hotel, ao lado da Bahia Marina. Considerado pela revista Veja Salvador como o melhor da cidade, o restaurante encontra-se de frente para o mar e, por isso, deve ter uma vista linda ao entardecer. Ao chegarmos, todas as mesas da área externa estavam ocupadas, e que graça haveria de sentarmos lá dentro? Esperamos por meia hora e logo nos chamaram.



Para petiscar pedimos rolinhos com recheio de carne de pato e caramelo de maracujá. Uma delícia. Os pratos principais ficaram por conta de camarões ao creme de queijo e risoto de palmito (pedimos o risoto no lugar do arroz branco) e uma moqueca divina de badejo e camarões com caju, farofa, pirão e arroz. O atendimento é ótimo e a comida é muito boa também, mas o preço é um pouco acima da média.




No dia seguinte, hora de partirmos para o terminal do Mercado Modelo e pegarmos o catamarã para Morro de São Paulo, mas não sem antes de tomar aquele café da manhã, com queijo brie e espumantes, digno de hotéis internacionais. Excelente!




Na volta de Morro de São Paulo passamos rapidamente no Mercado Modelo para fazermos comprinhas de itens da culinária local, como cocadinhas, farinhas, temperos e castanhas. O mercado expõe também artesanatos típicos, itens decorativos e lindas roupas de mesa, como toalhas e jogos americanos de linho.



Dessa vez, Salvador foi apenas nosso ponto de parada e, por isso, descansamos bastante. Ah, como é bom ficar quietinho de vez em quando, naquele ritmo baiano e calmo de ser...

B.Jus


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do blog e deixe seu registro!